Você está aqui: Página Inicial > Eventos de capacitação > Trilhas de Aprendizagem

Trilhas de Aprendizagem

por Wanessa Araruna de Medeiros Cabral publicado 03/04/2018 17h04, última modificação 03/04/2018 17h19

Em conformidade com a Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoas - PNDP, disposta no Decreto nº 5.707/2006, a Gestão por Competência e a Capacitação devem proporcionar a transferência de aprendizagem aos servidores e colaboradores do órgão abrindo caminhos para a aquisição de conhecimentos e, consequentemente, mudanças de comportamentos em seu dia-a-dia de trabalho. É dentro desse contexto que surgem as trilhas de aprendizagem, conjunto integrado de ações de desenvolvimento que visam a aquisição de conhecimentos necessários com a finalidade de proporcionar a aprendizagem de competências, habilidades e atitudes necessárias ao desempenho em diferentes atividades e perfis dentro do Mapa. Em outras palavras, as trilhas representam um caminho a ser percorrido pelo profissional que, tomando conhecimento dos recursos formativos à sua disposição, deseja aumentar as competências necessárias para um melhor desempenho profissional.

Diferente das grades de treinamento, as trilhas de aprendizagem apresentam características que possibilitam uma aprendizagem contínua, mais centrada no participante e suas necessidades de desenvolvimento, sem perder o foco nas necessidades de desenvolvimento da unidade em que o servidor/colaborador atua.

A primeira característica das trilhas é a flexibilidade. É possível trabalhar com soluções de aprendizagem obrigatórias e outras elegíveis pelo colaborador. No caso de trilhas eletivas, o colaborador é incentivado a ser o protagonista de seu desenvolvimento, uma das principais competências nos dias atuais.

A segunda caraterística é o conceito de experiência completa de aprendizagem. As trilhas são desenhadas pensando no pré e pós treinamento, ou seja, que sequência de experiências poderão ser proporcionadas aos participantes de forma que eles possam efetivamente desenvolver as novas competências requeridas.

Por fim, a terceira característica das trilhas de aprendizagem é a diversidade de estímulos. A fim de que os objetivos de aprendizagem e desempenho sejam alcançados, a educação corporativa pode lançar mão de diferentes soluções e recursos instrucionais, como cursos presenciais ou online, tutoria, vídeos, fóruns, chats, participação em congressos ou seminários, mentoria, coaching, atividades on the job, livros e apostilas, participação em projetos, entre outros.

Vantagens na utilização de trilhas de aprendizagem:

  • Possibilita que o colaborador tenha uma visão mais clara das competências necessárias;
  • Nivela conhecimentos necessários;
  • Estimula o autodesenvolvimento, permitindo que os colaboradores tenham autonomia na escolha das trilhas que deseja percorrer;
  • Proporciona um ambiente de aprendizagem contínua;
  • Potencializa o processo de aprendizagem a partir de diferentes estímulos;
  • Associa a educação corporativa às ações de desenvolvimento e meritocracia possibilitando que o colaborador defina metas de aprendizagem de acordo com seus objetivos, dentre outras.

 

Vivemos em um ambiente onde as mudanças são constantes e a tecnologia evolui de forma exponencial. Para se adaptarem ao mercado e se manterem competitivas, as instituições precisam se reinventar a cada dia, desenvolvendo novas competências e inovando. E isso só acontece a partir do desenvolvimento dos colaboradores.

 

De acordo com a metodologia adotada no 1º Ciclo de Mapeamento das Competências para o PAEC 2018, foram identificadas as competências Organizacionais e Gerenciais do MAPA, as quais foram utilizadas como referencial para a construção das trilhas de aprendizagem.  

Conheça as trilhas de aprendizagem disponíveis. Clique aqui.